Repórteres de Guerra

Imagem

O filme “Repórteres de Guerra” trata de uma história real de quatro fotógrafos, chamados Greg, João da Silva, Kevin e Ken, que tem como trabalho cobrir os conflitos na África nos momentos finais do aparheid. Esses fotógrafos formam uma espécie de grupo, que é chamado de Bang Bang Club, que dá nome ao título original em inglês.

Várias cenas do filme focam no fato desses fotógrafos conseguirem tirar fotos de momentos muito difíceis de presenciar, alguns desses momentos são quando Greg testemunha um africano por fogo em outro homem durante um conflito e quando Kevin vê um urubu espreitando uma menina muito faminta, como se ela estivesse na beira da morte. Em ambos os casos os fotógrafos ganharam o Pulitizer pelas fotos. Esses momentos levantam um questionamento sobre a ética do fotojornalismo criada pela National Press Photographers Association, pois uma de suas regras é: “Tratar todos os sujeitos com respeito e dignidade” e pode-se perceber que isso não foi feito nesses casos pelo fato de que ao tirar a foto eles perdem um tempo que poderia ser usado para ajudar essas pessoas.

O filme consegue retratar bem todo o drama vivido pela África durante aquela época, sendo bastante eficaz ao mostrar não só a brutalidade dos conflitos, mas também como a profissão de fotógrafo pode ser bastante perigosa, pois em várias cenas vemos que eles ficam bastante vulneráveis ao cobrir confrontos armados, causando inclusive a morte de um dos jornalistas que integram o Bang Bang.

Apesar de possuir muitos pontos fortes, o filme é bastante previsível em alguns aspectos, como acontece no romance de Greg com sua editora, a Robin, pois logo nas cenas iniciais percebemos de forma clara que os dois iriam se envolver amorosamente.

Ao longo do filme o trabalho desses fotógrafos recebe muitas críticas, tanto de africanos, que não fica satisfeito ao presenciar pessoas lucrando com o sofrimento do povo deles, como da própria imprensa, que diversas vezes se questiona do porquê deles não usarem o tempo das fotos para ajudar as pessoas. Todos esses fatores levam ao suicídio de Kevin, que no filme é tratado adequadamente, tendo proporções apropriadas de drama.

Em linhas gerais, o filme consegue mostrar de uma forma bastante interessante a história real desses jornalistas, tocando em diversos pontos importantes, como os perigos dessa profissão, o comportamento dos fotógrafos diante de tragédias e como isso pode levar uma pessoa a ruína e além de tocar nesses pontos, todos os atores conseguem cumprir minimamente seu papel de modo a tornar o filme um retrato aceitável da realidade desses fotógrafos.

Imagem

 

Nota: 8/10

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s