Dogville

Imagem

Dirigido e escrito por Lars von Trier, Dogville conta a história de uma mulher chamada Grace que se refugia de gângsters em uma cidade homônima do filme. Sua chegada muda completamente a rotina da cidade, sendo ela responsável por fazer tarefas que não eram necessárias, mas que as pessoas gostariam que fossem feitas.

É interessante ver como o filme subverte toda a ideia do cenário, o qual é simplificado ao extremo, chegando a um ponto que apenas alguns resquícios dele são mantidos, como móveis e algumas portas, enquanto o resto é representado por riscos de giz delimitando o local e indicando seu nome. Mesmo com o cenário assim, conseguimos saber claramente onde os personagens estão, o que faz com o que o filme tenha uma característica bastante inovadora e original e mesmo assim não comprometa sua total compreensão ao remover partes tão importantes.

Imagem

Algo que também é bastante interessante no longa é no fato de como sua estrutura se assemelha a um livro, pois ele é dividido em capítulos, que resumem em poucas linhas os principais acontecimentos das cenas que fazem pare deles, e também tem a presença de um narrador que descreve o que acontece na cidade e os pensamentos dos personagens. Tudo isso enriquece o filme de um modo espetacular, fazendo com que a experiência de assisti-lo seja algo muito bom.

O diretor consegue fazer uma ótima transição no modo de como a cidade se comporta perante Grace, fazendo com que o comportamento bondoso e hospitaleiro se transforme gradual e naturalmente em algo totalmente perverso e que traz muitos prejuízos para a personagem principal. Como essa transição se dá de maneira gradual, não vemos uma grande ruptura que nos estranharia e prejudicaria o sentido do filme.

O filme tem um ritmo lento que pode cansar algumas pessoas que estão mais acostumadas com longas que possuem várias cenas de ação, porém isso é de certa forma compensado no final do filme, que possui cenas agitadas que contrastam com todo o ritmo das cenas anteriores. Além disso, o final do filme tem o mérito de ser completamente inesperado, fazendo com a história acabe de uma maneira muito original.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s