O Homem das Multidões

ohomemdas_f04cor_2013130454

O Homem das Multidões, dos diretores Cao Guimarães e Marcelo Gomes, filme inspirado em um conto homônimo de Edgar Allan Poe, trata da solidão nos grandes centros urbanos e é centrado na amizade entre Juvenal e Margô, funcionários do Metrô de Belo Horizonte.

Os dois protagonistas da história têm uma vida bastante solitária, porém eles encaram isso de formas diferentes. Juvenal se mistura a grande massa de pessoas de sua cidade, buscando apenas ser um anônimo entre toda essa gente, além disso ele se comporta de uma forma muito caseira, preferindo a tranquilidade de seu lar as agitações dos eventos sociais de sua cidade. Enquanto que Margô disfarça seu isolamento com amizades feitas na internet, representando um novo tipo de solidão, que surge com o advento das novas tecnologias, algo que se opõe ao retraimento mais tradicional de seu amigo.

Ao longo do filme a relação de amizade entre eles se estreita e com isso o vazio de suas vidas se torna mais suportável.

A narrativa do longa acontece de uma forma lenta, com poucos diálogos e poucos acontecimentos que chamem a atenção, algo que pode tornar enfadonha a experiência de assisti-lo, caso o espectador seja uma pessoa pouco paciente.

Nota: 6/10

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s